Como divulgar serviços pela internet

Nos dias de hoje, muitos são os indivíduos que procuram por uma alternativa na internet no momento de realizar a divulgação de seus serviços. E o motivo é claro: cada vez mais usamos essa plataforma como aliada para encontrar aquilo que procuramos, não é mesmo?

Esse questionamento é ainda mais frequente para os pequenos e médios empresários, além dos profissionais liberais, uma vez que 85% deles estão preocupados com o assunto. Orçamentos mais baixos e necessidade de criar o próprio público alvo são alguns dos motivos.

Com isso em mente, a divulgação de serviços na internet é uma possibilidade não só viável como extremamente interessante, até porque o público ativo diariamente na rede também é altíssimo.

Vamos conferir algumas dicas?

Em primeiro lugar, tenha em mente que a contratação no setor de serviços só ocorre quando o indivíduo em questão precisa resolver algum tipo de problema, principalmente se ele atrapalha o andamento do seu cotidiano. Por isso, vender serviços pode ser mais difícil do que comercializar produtos, afinal, não há o ‘problema’ envolvido no meio.

Antes de tudo, tenha em mente qual a problemática necessária para que haja a sua contratação. Com ele já estabelecido, você consegue explorar melhor o seu cliente, sabendo onde e como pode encontrá-lo.

1. Aposte nos buscadores

Uma das melhores estratégias para encontrar os seus clientes é investimento em um bom posicionamento nos principais buscadores, especialmente no Google.

Sendo assim, faça com que o seu site apareça entre os primeiros quando a pesquisa for relacionada com o tipo de serviço que você oferece. Se você é pintor, por exemplo, aposte em palavras-chave como “pintor em —cidade—“, “pintar casa em — cidade —-“e outros relacionados.

Os links patrocinados também são opções – basta pagar um determinado valor ao Google Adsense e o seu site aparecerá entre os três primeiros na página, quando o tipo de serviço que você oferece for buscado.

2. Redes sociais

É dessa forma que você não só divulga o seu trabalho como também promove a interação entre a sua empresa e os seus clientes. Por mais que o Facebook seja essencial, não aposte só nele: YouTube, Twitter e até mesmo o Instagram também são ótimas alternativas.

3. Blog

É por meio do blog que você mostra todo o seu conhecimento acerca do assunto – e demais agregados. É assim que você oferece conteúdo personalizado e diferenciado ao cliente, provando a ele o seu domínio como referência nesse segmento.

Por isso, aproveite o blog para estreitar os relacionamentos entre você e os seus clientes mais fiéis.

4. Programa de afiliados/banners

O programa de afiliados consiste em uma ação em que o indivíduo disponibiliza um anúncio sobre o seu serviço para donos de sites ou blogs, para que haja a divulgação nesses espaços.

Você só precisa pagar ao dono do site/blog em que o anúncio foi feito caso a venda seja realizada, que é quando ele recebe uma determinada porcentagem acerca da venda efetuada.

O empresário, nesse caso, ajuda a disseminar o seu serviço e ainda só precisa investir caso o ciclo seja completo, ou seja, quando ele é vendido.

 

Como divulgar seus produtos pela internet

A internet cada vez mais tem se tornado um dos principais métodos de divulgação por parte das empresas. E os motivos são bem claros: quando precisamos de um novo produto ou serviço, por exemplo, quase sempre ela é a nossa primeira opção de busca.

Sendo assim, monitorar os hábitos do público-alvo da sua empresa é uma necessidade fundamental, para que possa prosseguir com a divulgação dos produtos do seu negócio.

Nesse sentido, muitos são os empreendedores – principalmente os mais novos no mercado – que concentram dúvidas no que se refere às estratégias de divulgação na internet. Pensando nisso, esse post reuniu alguns métodos que definitivamente não falharão na oferta da sua marca – e do que é comercializado por ela.

Como divulgar seus produtos pela internet

1. Site ou loja virtual

O primeiro passo é montar o site ou loja virtual da sua empresa, nesse segundo caso, quando a empresa trabalha exclusivamente com a venda de determinado tipo de produto.

É dessa forma que você consegue apresentar a sua empresa para o público, e consequentemente, segmentar o público-alvo que você lidará na internet.

2. Estratégias de SEO

Mas para que o seu site realmente esteja visível ao olho dos mesmos, ele também precisa de estratégias de SEO diretamente voltadas para a sua divulgação. Isso inclui principalmente produções com foco em palavras-chave para bom posicionamento no ranking dos buscadores –especialmente do Google, que reúne mais de 90% de todas as buscas diárias por produtos e serviços.

3. Redes sociais

Nos dias de hoje, quem é que passa um dia sem dar pelo menos uma olhadinha nas redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram, por exemplo?

Pois é: se a sua empresa estiver nas redes, a chance de ela ser visualizada com maior frequência durante o dia a dia é muito maior. É dessa forma que você consegue divulgar os seus produtos de maneira muito mais interativa, uma vez que pode trabalhar com imagens, vídeos e até mesmo com outros formatos fundamentais para o trabalho de divulgação de seus produtos.

Por fim, lembre-se que o trabalho de redes sociais inclui também o cuidado com os seus clientes. Por isso, converse com eles, responda seus comentários e dúvidas e certamente o seu trabalho será avaliado com muito mais positividade.

4. Blog e produção de conteúdo

Por fim, a produção de conteúdo também é algo que não deve deixar de faltar. É esse trabalho que mostra que a sua empresa é verdadeiramente referência naquele determinado tipo de segmento em que atua.

Para exemplificar, vamos imaginar que você tem uma empresa de suplementos alimentares. Dessa forma, para divulgá-los na internet com maior eficácia, você precisa mostrar quais são os principais benefícios, ou seja, o que realmente fará de diferença para o seu cliente após a compra.

Além disso, mostre a composição dos suplementos e para que cada um deles serve. Ofereça conteúdo personalizado: qual é o melhor suplemento para quem quer emagrecer? E o mais indicado para quem quer ganhar massa muscular magra? Saiba conquistar cada parte do seu público-alvo e boa sorte!

 

Como vender produtos ou serviços online

Como vender produtos ou serviços online

Você tem um produto exclusivo produzido somente por você e deseja expandir seu mercado e alcançar novos clientes? Ou você é especialista em algum tipo de produto e costuma revender sempre para as mesmas pessoas?

A internet pode ser um bom caminho para ambas as realidades. A internet parece ser um emaranhado de pessoas que falam ao mesmo tempo, mas, se você souber aproveitar as oportunidades, pode alcançar aquele público de nicho, ou seja, o público-alvo perfeito para o seu produto, gastando bem pouco.

Para ajudar você nesta tarefa, a de desbravar novos mercados através da internet, nós separamos algumas dicas que podem facilitar esse processo. Vamos lá?

Pesquise

A primeira coisa que você tem a fazer é pesquisar. Procure se na sua cidade já tem alguém vendendo os mesmos produtos que você. Se tiver, avalie a forma como este concorrente utiliza a comunicação, o preço dos produtos e mais ou menos qual é a interação das pessoas.

Se você achou um site do local, verifique se o site é bonito, se é fácil de entender do que se trata. Busque também por concorrentes nas redes sociais para verificar, principalmente, qual é a forma como se comunicam.

Mãos à obra

Depois de ter dado uma olhada por aí, você já deve ter uma boa ideia de como e onde seu público-alvo se comunica. Procure por grupos de cidades, bairros e pergunte ao organizador do grupo se pode fazer propaganda dos seus produtos.

Pratique nas fotos, deixe seus contatos como telefone e e-mail e espere. O melhor é você fazer uma página exclusiva para seu negócio, com seu nome bem grande na página de fundo, telefone, site e e-mail se tiver e muitas e muitas fotos.

Se você tiver clientes que tenham utilizado seu produto e gostado, e se eles tiverem páginas no Facebook, peça para que deixem recado para mostrar para as outras pessoas quais são seus pontos positivos. Na internet, o boca a boca é tão importante quanto na vida real.

O mais bacana é que se você abrir uma página de empresa no Facebook, pode fazer as vendas por ela mesmo, através de cartão de crédito, por exemplo. O Facebook tem um aplicativo de loja virtual, que não cobra hospedagem e garante a venda fácil para pequenos empreendedores.

Também, o Facebook tem o serviço de anúncios na própria rede, uma excelente forma de promover seus produtos sem gastar muito. Pela ferramenta você consegue selecionar os hábitos do seu público-alvo e o alcance é realmente garantido.

Consegue fazer um site ou página?

Se você manja um pouco, pode criar um blog gratuitamente ou, até mesmo, pagar pelo próprio domínio e ter seu próprio site. Opte por layouts bastante limpos, que evidenciem seu produto.

Tome cuidado com as fotos, que precisam ter uma resolução interessante para não ficarem pixeladas, mas também evite imagens muito pesadas.

As imagens com resolução muito alta acabam por ser uma péssima escolha, já que, dependendo da velocidade de internet do seu cliente, o site pode demorar tanto para abrir que ele desistirá.

Não deixe de deixar os contatos visíveis em todas as páginas do site, para facilitar para seus futuros clientes.

 

Como vender cursos pela internet

Uma das grandes possibilidades de negócios online, fomentadas pela popularização da internet e das facilidades atuais de acesso é a comercialização de cursos online e o desenvolvimento de conteúdos para esse mercado.

Atualmente, são diversos os setores que oferecem material didático, desde grandes produtoras até especialistas em áreas do conhecimento que disponibilizam produtos e serviços que formam ou atualizam profissionais, sem a necessidade de deslocamento até um ponto físico para as aulas.

A grande facilidade de acesso a esse conteúdo, no entanto, acaba produzindo um mercado um tanto quanto saturado e pode frustrar algumas iniciativas se a comercialização do material não for bem feita e, principalmente, estrategicamente pensada e realizada.

A premissa básica para o sucesso na comercialização de um produto educativo ou especializado segue a mesma lógica de qualquer outro produto real, ou seja, é preciso oferecer esse produto a um público que realmente se interesse por ele.

Não basta disponibilizar o curso na rede, é preciso estabelecer uma estratégia eficiente de divulgação, para que o seu público alvo seja alcançado e, assim, aperfeiçoar suas visitas e consequentes vendas online.

Como vender cursos pela internet: planejamento e ações

A oferta desse tipo de material é intensa e grandes corporações investem somas consideráveis para prospectar seus produtos e consequentemente fecharem vendas. Portanto, para poder competir com esse tipo de concorrência, é preciso ter alguns diferenciais. Entre eles, está a comprovada expertise no produto.

Seus clientes irão adquirir seu conhecimento e experiência numa área específica, portanto, é fundamental vincular sua experiência profissional ao produto que você está desenvolvendo.

Ninguém irá se interessar por um curso de culinária online, por exemplo, se o instrutor não for um chef minimamente renomado. E isso vale para toda e qualquer área.

É fundamental ter o curso online como uma extensão dos seus conhecimentos reais, pois aí será possível abrir um canal direto com os seus clientes, para tirar dúvidas e assim fidelizar seus alunos.

Outra estratégia interessante é manter um site ou blog, onde seja possível desenvolver o interesse de seus potenciais clientes pelo assunto, com dicas básicas e parte do conteúdo disponibilizado gratuitamente. Fidelizar seus leitores é um bom primeiro passo para que ele venha, com o tempo, a se tornar um comprador do seu conteúdo.

Portanto, antes de vender seu produto, demonstre claramente que você conhece profundamente do assunto e que adquirir seu curso trará vantagens objetivas ao comprador.

Isso vale para treinamentos, e-books e consultorias, o principal chamariz será a utilidade e a aplicabilidade do conteúdo a ser comercializado.

Como já percebemos, conteúdo é fundamental, tanto no que será disponibilizado gratuitamente, como uma introdução que trará interesse, como no conteúdo a ser comercializado em si.

Entretanto, outras características irão alavancar o seu negócio, como a transparência e a segurança nas transações financeiras, ferramentas de contato direto com os clientes, seu currículo e experiência na área de conhecimento e um bom trabalho de pós-venda.

Todos esses cuidados irão fidelizar seus clientes e facilitarão a divulgação e a consequente melhoria na sua carteira de consumidores.

Exemplos de cursos pela internet:

IPED

Cursos 24 Horas

MX Cursos

Gustavo Freitas – Profissional EAD

Crie sua própria estrutura de cursos online

As melhores formas de vender cursos online

E aqui no site temos também uma seção com diversos cursos digitais, para você perceber o que é possível ser feito.

 

Como vender artesanato pela internet

Em função do avanço da tecnologia, a internet se tornou uma ferramenta indispensável nas nossas vidas. Através do mundo online, podemos encontrar praticamente tudo o que procuramos desde simples informações e notícias a filmes, músicas ou mesmo produtos importados. Por meio da internet, é possível disponibilizarmos até produtos de fabricação própria para vender.

Por exemplo, se você faz artesanatos por hobby ou como profissão, que tal coloca-los à venda na internet? Atualmente, ter uma loja virtual garante, muitas vezes, vendas ótimas para o seu produto, e vender artesanato pela internet pode ser um bom negócio.

É através do comércio eletrônico, ou simplesmente e-commerce, que se consegue uma margem expressiva para a venda de produtos.

O conceito é muito simples: tem o formato de uma loja física, porém ela é virtual, em que as pessoas podem apreciar marcas existentes, descobrir outras, conhecer o produto que procura a partir de fotos até realizar a compra de fato.

A maneira em se realizar o pagamento e o envio é variada e podem ser escolhidas conforme o gosto do comprador. A grande vantagem desse tipo de serviço é a praticidade e a rapidez com que é feita, uma vez que não existem preocupações com a localização do cliente.

A era online é responsável por ampliar significativamente uma determinada marca na internet, além, é claro, de introduzi-la a este meio e possibilitar visibilidade do que se está vendendo.

Se você é muito boa com crochê ou bordado, pode mostrar as suas habilidades por meio de vídeos. Grave o passo a passo dos pontos, faça um book das peças que você já produziu ou quem sabe crie um vídeo explicativo, tipo um tira-dúvidas e divulgue no YouTube. Esse site é bastante visto e tem relevância bem alta pelo Google. Isso ajuda a deixar o seu vídeo entre os primeiros do ranking.

Muito embora o número de venda online esteja em crescimento, a comercialização de artesanatos via internet ainda não tem a comunicação e o reconhecimento desejados. Isso acontece porque ainda não é possível suprir certas necessidades que comerciantes e compradores do ramo tem.

A principal de todas é o contato visual e físico com o produto em questão. Assim, é interessante investir em estratégias que não façam dessa dificuldade um problema.

Uma delas é ter cuidado quando o produto for mandado pelo correio. Como o artesanato é minucioso e possui peças, na grande maioria, delicadas, é preciso que o empreendedor invista em embalagens resistentes e que garantam toda a segurança para que a encomenda cheque ao seu destino da mesma forma em que foi enviada.

Outra boa dica é usar a criatividade para vencer os empecilhos que a ausência de um contato físico direto com a criação artesanal gera. Logo, não se pode desistir desse canal de comunicação, já que em um futuro bem próximo, esse tipo de comercialização pode vir a ter uma realidade completamente diferente.

De acordo com alguns estudos, o público que tem acesso à internet chega a incríveis 81 milhões em todo o Brasil. E não para por aí! Dados apontam que esse número só tende a aumentar cada dia mais, da mesma forma que a quantidade de pessoas que se utiliza desse meio para adquirir produtos e serviços.

Então, se o número de pessoas que prefere comprar pela internet é proporcional ao aumento arrasador das vendas, essa é a hora! Não perca mais tempo e alavanque ainda mais as suas vendas!

Como começar  a vender seu artesanato pela internet

E para começar a vender seu artesanato, você pode usar uma das muitas opções de lojas focadas em venda de artesanatos.  Basta se cadastrar, colocar seus produtos a venda e começar a faturar.  Mas antes observe as condições de cada loja, para poder firmar uma parceria de sucesso.

Abaixo alguns exemplos de lojas onde vender seus produtos de artesanato:

http://www.elo7.com.br/

http://www.unearte.com.br/

https://www.solidarium.net/vender