A importância de um bom tema para o sucesso do seu site/blog

A importância de um bom tema para o sucesso do seu site/blog
A importância de um bom tema para o sucesso do seu site/blog

A importância de um bom tema para o sucesso do seu site/blog

No mundo atual, aparência é tudo, inclusive no mundo virtual, e não estamos falando aqui da aparência física de cada um, mas da aparência de blogs ou sites. O design de um blog ou site diz muito de quem está por trás dele, e isso se torna ainda mais importante quando o site ou blog está atrelado à venda de produtos ou serviços. A competição no mundo virtual é muito grande, a possibilidade de se ganhar dinheiro sem sair de casa apenas gerenciando um site ou blog na internet atrai cada vez mais pessoas, e se engana quem pensa que esse é um trabalho fácil.

Vender na internet é extremamente difícil e exige muita dedicação e muito trabalho – trabalho duro, trabalho árduo. Para se obter sucesso nesse meio, é necessário ser ousado, inteligente e pensar em tudo. O trabalho em um blog ou site começa antes mesmo de se produzir o conteúdo, na escolha do tema – lembrando que, quando falamos em tema, estamos falando de interface, e não de conteúdo – é lógico que o natural é buscarmos algo que tenha a ver com o conteúdo do site (ou, talvez, tenhamos como base nossos gostos pessoais como cores, estilos), entretanto, devemos sempre lembrar que a escolha acertada de um bom tema pode nos garantir o sucesso, bem como uma escolha errada do tema pode colocar tudo a perder.

Como escolher um bom tema para seu site ou blog?

Como tudo na internet, existem boas opções de temas gratuitos e temas pagos. Aconselhamos sempre quem tem capital para investir que opte pelos temas pagos. Existem opções acessíveis e que fazem toda diferença. Além do mais, se seu objetivo é lucrar com seu site ou blog, é importante ter em mente que, uma hora ou outra, você precisará fazer investimentos se quiser resultados mais expressivos e mais visibilidade.

Para quem está iniciando e não pode investir em um tema pago, há temas gratuitos excelentes e que servem para quebrar um galho a princípio. Entretanto, optando pelo tema pago ou gratuito, é preciso fazer a escolha com base em uma série de coisas, e a principal é a funcionalidade. Opte por temas mais clean, que facilitem encontrar as coisas em seu blog, que tornem a leitura agradável. Tenha em mente que, nesse caso, menos é sempre mais.

Cuidado com o excesso de cores, escolha no máximo duas ou três cores padrão para seu blog ou site e evite ao temas muito coloridos. Além disso, estude bem o design de seu blog ou site de modo que tudo fique muito claro e que as funções e conteúdos estejam dispostos de forma simples de acessar. Pense sempre em facilitar as coisas para seus visitantes, pois, assim, com certeza, ele irá retornar.

Um bom tema depende necessariamente de bom gosto e uma pitada de bom senso. Unindo essas duas coisas, com certeza você escolherá um tema adequado sem perder a identidade e personalidade de seu site ou blog – além, é claro, de agradar seus visitantes.

 

Aweber ou feedburner, qual o melhor para meu site?

Aweber ou feedburner, qual o melhor para meu site?
Aweber ou feedburner, qual o melhor para meu site?

Aweber ou feedburner, qual o melhor para meu site?

Manter um site é muito mais do que simplesmente criá-lo. É preciso alimentá-lo, é preciso saber a quantas anda as visualizações do mesmo, o que chama mais atenção, o que não é muito bem-visto, e por aí vai.

Sendo assim, manter um site implica também em uma análise, desde o início, que ajudará também você a definir o público-alvo do mesmo. Por conta dessa necessidade que alguns aplicativos foram criados com o intuito de ajudar nessa análise de estatísticas do seu website. Entre esses, os mais conhecidos e destacáveis por seus serviços são o Aweber e o Feedburner. Nesse artigo você conhecerá um pouquinho sobre cada um desses, até que você possa escolher qual é o que mais combina com as suas necessidades.

Aweber

Visando otimizar e divulgar o seu site, o Aweber é uma das mais populares plataformas para a evolução do mesmo. Com o Aweber, você não terá nenhum problema de adaptação: já no início perceberá o quão fácil é mexer na ferramenta, mesmo que esta seja em inglês. Sendo assim, entender o programa e começar a criar campanhas com ele não será nada difícil.

Outra vantagem do Aweber é que o mesmo tem uma alta taxa de entrega de e-mails: com aproximadamente 99,34% de taxa de recebimento de e-mails, é certo que com o auxílio dessa ferramenta os e-mails chegarão facilmente até seus destinatários. O que garante isso inclusive é a parceria que a plataforma possui com o Gmail, Yahoo, Hotmail e outros grandes serviços de e-mail.

Com o Aweber você também tem acesso rápido aos filtros e estatísticas do seu website. É por meio desse que você sabe quem é que entrou recentemente na sua lista, quem é que cancelou, quantos abriram as mensagens que foram enviadas, quantos clicaram, entre outras informações. É por meio desse controle que você tem total conhecimento sobre o que anda acontecendo no seu site ou blog.

Feedburner

Já o feedburner é uma ferramenta do Google, com o mesmo intuito da anterior: promover o seu site por meio da análise de estatísticas e outros. Entre os serviços do mesmo, podemos em primeiro plano destacar a análise: com o Feedburner você analisa e entende a fundo a sua lista, entendendo quem são seus leitores, quem são seus assinantes, quando eles aderiram ao seu site, e outros.

A divulgação por meio do Feedburger também é ideal, já que você pode fazer o compartilhamento do seu feed para toda sua lista de amigos graças às ferramentas que o ligam às mais famosas redes sociais, como Facebook, Twitter, Instagram e outros.

Por ser um serviço do Google, assim como o Google Adsense, o Feedburner permite que você utilize o Google Ads em seu próprio feed, o que, sem dúvida, é uma vantagem para quem quer ganhar um dinheirinho com o site ou blog. Por fim, são variados os recursos do Feedburner criados para o serviço de otimização do seu site, fazendo com que ele chegue a todo tipo de leitor.

De uma forma geral, as duas ferramentas são muito boas e destacáveis. Uma dica é tentar as duas opções para depois optar por qual rende melhor no seu site, afinal, os dois têm seus pontos fortes e fracos e quem pode definir isso será unicamente você, pelas variadas necessidades que apresenta no seu site.

Ferramentas de palavras-chave que todo blogueiro deveria ter

Ferramentas de palavras-chave que todo blogueiro deveria ter
Ferramentas de palavras-chave que todo blogueiro deveria ter

Ferramentas de palavras-chave que todo blogueiro deveria ter

Você tem um blog ou um site? Se sua resposta for sim, esse texto é para você. Sabemos que não é fácil alimentar um blog ou um site todos os dias. Mais difícil ainda é fazer com que o seu blog se torne conhecido. Acredito que todo blogueiro tem como sonho que as pessoas conheçam o seu site/blog, mas, venhamos e convenhamos, que é muito difícil fazer com que isso aconteça.

Uma maneira de fazer com que seu blog ou site se torne conhecido é usar as palavras-chave. O único problema de usar as palavras-chave é que algumas pessoas não sabem como utilizar e, por vezes, acabam prejudicando a si mesmo. Por isso, existem alguns programas na internet que ajudam ao blogueiro a acertar na escolha da palavra-chave.

O que é e como usar a palavra-chave

As palavras-chave, como o nome já diz, são as principais palavras do seu texto. Por exemplo, se sua matéria é sobre cortes de cabelo, na hora de separar as palavras-chave, você colocará tudo o que está relacionado ao assunto, por exemplo: cabelo – franja – repicado – shaggy – chanel de ponta – repicado longo -, etc. As palavras-chave são uma maneira de facilitar o encontro da sua matéria. O ideal é que você separe de cinco a 20 palavras-chave para colocar no seu texto.

Em geral, as pessoas que procuram matéria sobre algum assunto vão direto aos sites de buscas e digitam alguma palavra. Usando o mesmo exemplo do cabelo, citado acima: se a pessoa está procurando um corte de cabelo novo ou algum texto com o assunto relacionado, ela vai digitar no Google: “cabelo curto”, “corte repicado”, etc. As chances de o seu texto aparecer no topo para a pessoa ver são grandes. Logo, podemos concluir que as palavras-chave são muito importantes para um texto.

O segredo é você separar tudo o que é destaque no seu texto e colocar como palavra-chave. Algumas pessoas não têm facilidade para isso e, por isso, alguns sites disponibilizam ferramentas que ajudam a você a escolher a palavra-chave correta.

Ferramentas da web

O programa mais conhecido é o Google AdWords. Para você usar o AdWords, é muito simples, basta ter uma conta do Gmail no Google. A partir daí, você terá acesso ao Google AdWords. Outro programa muito usado é o Bing Ads. O Bing Ads é dividido em três partes: adicionar palavras-chave, localizar palavras-chave e Bing Ads Intelligence.

Para adicionar palavras-chave, é preciso que, ao entrar no site do Bing Ads, você clique em “campanhas”, no alto da página. Quando abrir o item campanhas, você clica no guia “palavras-chave” e, então, clica em “adicionar palavras-chave”. É simples assim.

Se você quer localizar palavras-chave, você vai clicar no canto superior direito do site do Bing Ads, no tópico que diz “ferramentas”. Em ferramentas, você clica em “pesquisar palavras-chave”. Esse tópico serve para você ver quais palavras-chave são mais utilizadas e, a partir daí, você já tem uma base das quais você pode usar. O último item do Bing Ads é o Bing Ads Intelligence. Esse é um suplemento para o Microsoft Office Excel, disponível para download gratuito no site do Bing Ads.

Existem alguns programas na internet que são pagos, a escolha vai da sua preferência. Porém, é importante que você saiba que, mesmo tendo a ajuda de ferramentas da internet, isso não garante um bom resultado.

Facebook: trabalho, lazer ou perca de tempo?

Facebook: trabalho, lazer ou perca de tempo?
Facebook: trabalho, lazer ou perca de tempo?

Facebook: trabalho, lazer ou perca de tempo?

As redes sociais, atualmente, são grandes responsáveis pelo tráfego milionário existente hoje na internet. No Brasil, isso acontece desde a grande explosão do “Orkut”, uma rede social que permitia que o usuário trocasse mensagens e criasse um álbum de fotos online para mostrar a todos, mas que foi abandonada quando chegou o inovador Facebook.

Segundo pesquisas, atualmente mais de 76 milhões de usuários do Facebook são brasileiros, ocupando o segundo lugar no ranking dos países que mais acessam, perdendo apenas para a superpotência, Estados Unidos. Sendo assim, o Brasil é um dos países que mais abriga usuários do Facebook, e se engana quem pensa que a rede é usada apenas para conversas e bate-papos.

Uma tendência que só tem crescido no nosso país é o aumento de vendas pela internet. E o Facebook está nessa também, pois grande parte dos produtos que são vendidos online utilizam os anúncios da rede social. Isso acontece porque os empresários e profissionais do marketing e da propaganda sabem que o grande público consumidor está por lá.

O Facebook é rede social para todos os tipos de usuários e contém informações sobre os usuários cadastrados. Dessa forma, as grandes empresas podem usar a plataforma online para realizar pesquisas de consumo. Por exemplo, milhares de enquetes são respondidas através da criação de Mark Zuckerberg. Fora isso, o Facebook é uma ferramenta em que os indivíduos costumam compartilhar experiências.

Dessa forma, não raramente quando uma pessoa compra um produto e gosta, ela conta para todos os seus amigos que vale a pena comprar em tal empresa, porque ela entrega no prazo, possui preços acessíveis, e etc. No entanto, as experiências ruins e reclamações estão presentes também no Facebook. Hoje, os usuários que se sentem de alguma forma lesados por alguma instituição fazem questão de reclamar através da rede, já que, assim, o alcance de pessoas que receberão a informação é muito maior.

É claro que existe, ainda, uma grande parcela de pessoas que não utilizam o Facebook para algo vantajoso, pois, como são usuários de todas as idades e gostos, realmente muitas pessoas utilizam a ferramenta apenas para entrar de vez em quando, conversar com a família que mora longe e outras coisas. Isso, deixando de lado os “viciados em internet”, que conseguem ficar durante longas horas apenas navegando no Facebook e analisando o perfil de outros usuários.

No entanto, o Facebook pode ser considerado uma rede social capaz de promover grandes mudanças. Devemos lembrar que as grandes “Manifestações de Junho”, que afetaram o Brasil no ano passado só existiram porque houve uma organização através da rede, que criou um evento e convocou todos os participantes através da rede social.

Pode-se dizer, seguramente, que o Facebook pode ser tanto uma ferramenta valiosa e vantajosa como um site que danifica seus usuários, por exibir suas informações pessoais. Tudo depende da forma como a rede é usada. Grandes empresários já conseguiram muito sucesso estabelecendo um contato com o seu público consumidor através do Facebook, assim como alguns usuários já sofreram com suas informações expostas.

 

Guia Definitivo de Email Marketing

Livro - Guia Definitivo de Email Marketing: Aumente a Sua Lista de Emails, Quebre as Regras e Venda Mais

Livro - Guia Definitivo de Email Marketing: Aumente a Sua Lista de Emails, Quebre as Regras e Venda Mais

Livro – Guia Definitivo de Email Marketing: Aumente a Sua Lista de Emails, Quebre as Regras e Venda Mais

“Dizem que” o email está morto. Bobagem! Noventa e quatro por cento dos americanos usam email. Apaixonados por redes sociais usam mais o email, não menos. A abrangência do email móvel é enorme. O email oferece aos profissionais de marketing mais oportunidades do que nunca…

Oportunidades que guiam os clientes desde a consideração e experimentação até a repetição de compras, a lealdade e a militância em favor de sua marca. No entanto o email mudou. Os usuários de email mudaram. Para conseguir resultados melhores você deve quebrar as regras. Ser um rebelde! Seja você uma empresa B2B, B2C ou startup, este livro apresenta dicas valiosas para transformar o seu email marketing.

Descubra técnicas inovadoras para lidar com cada componente de sua campanha: listas, nome do remetente, linha de assunto, calls to action, integração com redes sociais… tudo!

Com o Guia Definitivo de Email Marketing, você aprenderá a:

  • Descobrir quais “regras” de email marketing estão obsoletas – e quando quebrar as outras; Otimizar cada componente de sua mensagem e campanha; Aumentar a lista de emails para que ela se reflita diretamente nos seus ganhos;
  • Incentivar o opt-in simplificando de modo sistemático o cadastramento de emails;
  • Utilizar humor e criatividade em seu email;
  • Escrever ótimas calls to action principais, secundárias e terciárias; Aproveitar todas as vantagens de ferramentas desde QR codes até envio de SMS para aumentar sua lista de email;
  • Tomar melhores decisões técnicas em relação a caixas opt-in previamente selecionadas e outros atributos;
  • Saber quando introduzir deliberadamente “imperfeições” em seus emails;
  • Usar o email marketing e a mídia social de forma que eles se fortaleçam entre si;
  • Se preparar para o futuro do email marketing no curto e longo prazos.

Comprar Agora o Livro >>> Guia Definitivo de Email Marketing